segunda-feira , 16 julho 2018

Crônica de Domingo – Fé cega, fala imolada

CRONICA 75Fé cega, fala imolada* (Edição Nº 75, de 09-10-2016)
© Adolfo Breder

Tenho participado de vários fóruns em que se debate temas da área social, regulatório de telecomunicações, política local, comunicação e desenvolvimento pessoal e institucional. Como é rica a diversidade de percepções da vida, quando a fala é estimulada, tendo a igualdade de oportunidades de expressão garantida. Sempre saímos enriquecidos com os saberes compartilhados. Ou consolido minhas opiniões ou revejopontos ainda nebulosos, despertados por outras vozes em desacordo.
Só mesmo o silêncio das vozes caladas ou o das vozes de opiniões apropriadas sem critério me assustam. Muito cômodo tomar para si um discurso pronto, adequado à zona de conforto pessoal ou grupal. Temas de relevância constitucional, de necessários debates extensos e ampliados são resolvidos em toscas considerações preconceituosas. Não há classe social ou espaço territorial ou nível escolar com privilégios para coerência. O tsunami de conceitos prontos para consumo imediato inunda as redes sociais de diálogo fragmentado e protegido pela cortina dos olhos não vistos.
Lá em cima, querem legislar por vinte anos com uma canetada! Tempo de uma geração praticamente! Inconcebível ter definições votadas em nosso nome por essa turma de maioria corrupta! E o pior é que este modelo se reproduz nas camadas inferiores da nossa representatividade social. Os eleitos acham-se donos de seus transitórios púlpitos e, com fé torta, buscam entorpecer nossa consciência.
E a Educação? Tão precária na rede pública! As mudanças propostas têm a função de criar pessoas mais críticas e participativas ou continuam na linha de gerar pacatos cidadãos de fala imolada?
Eu preferia estar contribuindo para o seu justo refúgio semanal com um texto poético, exprimindo meu olhar urbano de ângulos inusitados de nossas paisagens, seus personagens e ricas histórias. Mas não dá mais para o Brasil ficar à deriva. A frase “Juntos Somos Mais Fortes” é uma verdade incontestável. Precisamos aprofundar nossa participação cidadã com inabalável crença de que a dignidade de todos é o nosso objetivo e que ela começa na ação de cada um de nós!

Fonte: https://www.facebook.com/AdolfoBreder – Foto do autor

@canalpetropolis #canalpetropolis @canalpetropolisnews

rodapé canal

Gostou do post? Compartilhe: