sexta-feira , 19 janeiro 2018

Fisioterapia pelo SUS passará ser realizada no Centro de Saúde

f529e6d8912ff7204858d361ab7814e1_XLUnidade terá um espaço exclusivo para atendimento e atividades em grupo.

Otimizando os serviços do Centro de Saúde, a prefeitura retornou os atendimentos de fisioterapia que ocorriam na Avenida Dom Pedro I, 185. O serviço foi transferido da unidade há quatro anos e agora voltará a trabalhar integrado aos programas e grupos de convivência com foco na prevenção e orientação continuada dos pacientes.

O serviço de fisioterapia será montado em um espaço que oferecerá acessibilidade para os pacientes, com recepção e equipamentos para assistência e reabilitações nas áreas de ginecologia, obstetrícia, reumatologia, oncologia, além de trauma e ortopedia. A equipe de fisioterapia realiza em média 120 atendimentos por mês.

A superintendente de Atenção à Saúde, Fabíola Heck, informa que a equipe composta por quatro fisioterapeutas estão realizando a triagem dos pacientes e referenciando os atendimentos de acompanhamento contínuo para rede de fisioterapia conveniada ao SUS.

“Os pacientes não ficarão sem atendimento até concluirmos a instalação do serviço no Centro de Saúde. A equipe de fisioterapia está realizando a triagem e referenciando os casos para as clínicas conveniadas. Também estamos fechando os fluxos e protocolos para que os atendimentos passem a ser agendados junto a Central de Regulação que tornará o nosso processo de agendamento mais organizado”, afirma.

Paciente da fisioterapia há um ano, Carmem Lúcia Wagner de 67 anos aponta as melhoras no tratamento que realiza para diabetes com a integração do serviço ao grupo de convivência. “Aqui é um lugar muito bom, pois além de melhorarmos a nossa saúde também fazemos amigos. Vai ser muito importante ter a fisioterapia aqui, antes só tinha uma pessoa fazendo esse trabalho, agora será a equipe toda então o atendimento vai ser mais completo”, diz.

A expectativa da diretora do Centro de Saúde, Elida Marta dos Santos é retomar as ações educativas que já na época em que a fisioterapia estava integrada à unidade realizava 600 ações anuais.

“A equipe está muito empenhada a finalizar os protocolos e fluxos de atendimentos e principalmente nas ações de prevenção e promoção à Saúde. Nós temos um auditório aqui na unidade que pode ser utilizado além de direcionar os pacientes que tiverem alta da fisioterapia para os nossos grupos de convivência bem como integrar as participantes dos grupos nas ações da fisioterapia. A população ganhará com novas linhas de cuidado”, disse.

A coordenadora do Serviço de Reabilitação do Centro de Saúde, Maria Luiza Fontanella reitera que estará diariamente na unidade prestando orientações aos pacientes de 7 às 16h.

“Eu estarei recebendo esse paciente com o apoio de um fisioterapeuta para tirar todas as dúvidas e direcionar os atendimentos. A fisioterapia terá ainda um papel importante no serviço de terapia respiratória, cinesioterapia (trabalho de movimentação física para idosos, hipertensos, diabéticos, dentre outros) e vamos implantar um grupo de atividades laborais voltado para funcionários com alongamentos diários para melhorar a qualidade física deles antes de iniciarem as atividades do dia”, anuncia.

Divulgação: Imprensa-PMP
@canalpetropolis #canalpetropolis

Banner mega

Gostou do post? Compartilhe: