segunda-feira , 16 julho 2018

Família acusa equipe do HAC de se recusar a fazer cesariana e bebê morre durante o parto

hospital alcides carneiro

Sara Freitas, com nove meses de gestação, deu entrada no Hospital Alcides Carneiro, em Corrêas, no dia 19 de junho, para a realização do parto de seu filho, mas segundo informações de seus familiares, apesar das recomendações de sua médica, que a acompanhou durante o pré natal, por ter tido complicações durante a gestação, o correto seria optar por uma cesariana. Mesmo após a equipe médica ser comunicada, eles optaram em manter o parto normal. Somente após 48 horas, por volta das 2:30h da madrugada de quinta-feira (21), a bolsa de Sara estourou, mas o parto só se iniciou após às 14:30h, sendo a paciente obrigada a tomar vários comprimidos para ajudar na dilatação.

Ainda segundo a denúncia dos familiares, na hora do parto, a equipe médica constatou que ainda não havia dilatação suficiente para o parto normal, mas mesmo assim continuou com o procedimento e o bebê acabou vendo a óbito.

A Secretaria de saúde, em nota oficial, informou que abriu uma sindicância para apurar o fato e suas responsabilidades. Informou ainda que mantém contato com a família prestando assistência necessária e caso seja constatada alguma irregularidade durante o seu atendimento, que o responsável será identificado e punido de acordo com a Lei.

A equipe do Canal Petrópolis continuará acompanhando este caso.

@canalpetropolis #canalpetropolis

HIPER CANAIS BANNER 728

Gostou do post? Compartilhe: