terça-feira , 21 agosto 2018

Justiça nega habeas corpus de Paulo Igor Carelli

Vereador Paulo IgorO presidente da Câmara Municipal foi preso com dinheiro escondido na banheira de casa no dia 12 de abril

Justiça negou na tarde desta quarta-feira (6) o habeas corpus da defesa do vereador Paulo Igor (MDB), preso com dinheiro na banheira em abril na Operação Caminho do Ouro, em Petrópolis, na Região Serrana do Rio.

Segundo o advogado do político, Afonso Destri, os desembargadores decidiram por quatro votos a três não conceder o habeas corpus e mantiveram a prisão de Paulo Igor.

Ainda de acordo com o advogado, a defesa vai entrar com outro habeas corpus assim que a decisão desta quarta for publicada.

Operação Caminho do Ouro

dinheiro banheira

Paulo Igor foi preso no dia 12 de abril deste ano durante a operação Caminho do Ouro, que apura crimes de peculato e fraude em licitação. Também havia um mandado de prisão contra o vereador Dudu (PEN), que não foi encontrado durante a operação e continua foragido.

A defesa de Paulo Igor informou que o dinheiro encontrado na casa dele era lícito e resultado da venda de um imóvel.

A assessoria de imprensa de Dudu disse que a advogada do vereador entrou com uma solicitação junto ao Tribunal de Justiça e aguarda resposta para definir as próximas decisões que serão tomadas.

Nesta terça-feira (5), a Câmara de Vereadores rejeitou a abertura de uma CPI para investigar vereadores presos.

Fonte: G1

@canalpetropolis #canalpetropolis

Banner mega

Gostou do post? Compartilhe: